Pós Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental(PPG-SEA)

Pós Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental

Corpo docente | Corpo discente | Linhas de Pesquisa | Disciplinas | Prazos e Normas | Processo Seletivo | Núcleos de Pesquisa | CRHEA

Missão e Visão

A inclusão dos valores sociais e ambientais no processo decisório é um desafio contemporâneo da sociedade humana. Neste processo, a visão cornucopiana perde espaço gradativamente frente aos fracassos acumulados pelo modelo econômico hegemônico para uma abordagem mais ambiental, a qual contempla questões sociais e ambientais, além das tradicionais econômicas e tecnológicas. É neste contexto que o programa se desenvolve, pois trata de temas (linhas de pesquisa) que se afinam com esta problemática e são detalhadas nos respectivos projetos. Em suma, o Programa de Pós-Graduação na área de Ciências da Engenharia Ambiental desenvolve suas atividades de maneira a estimular a discussão, a investigação e a pesquisa dos temas associados, tais como: instrumentos de política ambiental, ecologia industrial, ecologia aplicada, planejamento integrado e gerenciamento de recursos hídricos, manejo e recuperação de ecossistemas e áreas degradadas, limnologia e ecotoxicologia, climatologia aplicada e química aplicada. Para a consecução dos objetivos propostos, o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental conta com a participação de docentes da Universidade de São Paulo e de pesquisadores de outros centros de pesquisa do país, como UFSCar – Universidade Federal de São Carlos – UNESP, EMBRAPA e Instituto Florestal do Estado de São Paulo, conciliando pesquisas básicas e aplicadas. Este vínculo de professores de diferentes instituições e áreas de atuação possibilita uma troca de informações e uma formação diferenciada do corpo discente. Com essa configuração, o PPG-SEA manteve uma distribuição dos docentes/linhas de pesquisas agrupadas, internamente, em 4 grandes áreas: Exatas (com 22,7%), Biológicas (com 22,7%), Humanas (com 9,0%), Climatologia Aplicada (com 4,5%) e Instrumentos de gestão ambiental (com 41,1%), contemplando 10 linhas de pesquisa: Aplicações das ciências ambientais, Climatologia aplicada, Ecologia industrial, Economia ambiental, Ecotoxicologia, Educação e percepção ambiental, Fenômenos de transporte, Gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, Instrumentos de política ambiental, Limnologia, Manejo e recuperação de ecossistemas e áreas degradadas, Planejamento e gerenciamento de recursos hídricos, Química ambiental, Tecnologia de controle ambiental e Águas subterrâneas, nas quais vários projetos estão em andamento. Uma vez que o corpo docente atua em linhas de pesquisas diferenciadas, verifica-se que o corpo discente também apresenta acentuada diversificação em sua formação, reunindo profissionais com diferentes formações básicas, como biólogos, químicos, ecólogos, arquitetos, sociólogos, geólogos, psicólogos e engenheiros ambientais, civis, mecânicos, de produção, químicos, agrônomos, entre outros, tornando o curso mais dinâmico, produtivo e coeso quanto aos objetivos iniciais propostos, contribuindo, desta forma, para a garantia da formação multidisciplinar do PPG-SEA. Ressalta-se que essa é uma das características principais do programa, o que tem promovido a constante procura pelo corpo discente.