Programa de Pós-Graduação em Geotecnia

   

    Primando por excelência acadêmica desde o seu início, o Programa de Pós-Graduação em Geotecnia teve seu início em 1977, sendo credenciado pelo Conselho Nacional de Educação há mais de três décadas.

    O Programa tem como principais objetivos o desenvolvimento de pesquisas que contribuam para o avanço do atual conhecimento na área, formar mestres e doutores interessados em carreiras acadêmicas e promover a formação científica de profissionais especializados ou recém-graduados interessados em Geotecnia.

   As linhas de pesquisa do Programa contemplam as três subáreas que constituem a Geotecnia: Geologia de Engenharia, Mecânica dos Solos e Mecânica das Rochas. As pesquisas nessas áreas são realizadas em um complexo de laboratórios, que pode ser considerado como um dos mais completos do país.

    Até 2015, o Programa de Pós-Graduação em Geotecnia já formou cerca de 440 mestres e doutores, que durante os seus estudos receberam bolsas de diversas agências de fomento, tais como CNPq, CAPES e FAPESP.

    Os alunos bolsistas do Programa de Pós-Graduação em Geotecnia devem se dedicar em tempo integral ao curso, devendo conclui-lo dentro dos prazos de vigência das bolsas, ou seja, dois anos para o mestrado e quatro anos para o doutorado. Somente para os alunos não bolsistas existe a possibilidade de se concluir o curso dentro dos prazos máximos regimentais da Universidade de São Paulo, que são de dois anos e meio para o mestrado e quatro anos e meio para o doutorado.

    Para o caso de doutorado direto (sem a realização do curso de mestrado) o prazo máximo é de cinco anos e meio.